Artigo

Microsoft pede para Trump programa de exceção em pedidos de imigração

A Microsoft informou nesta quinta-feira (2) que enviou uma proposta ao governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para criar um programa que permita que pessoas de sete países predominantemente muçulmanos entrem e saiam dos Estados Unidos em viagens de negócios ou de emergência familiares ou que não tenham cometido nenhum crime.

Trump assinou uma ordem executiva implementando “novas medidas de veto” a pessoas que desejam entrar nos EUA. Segundo ele, as ações visam manter “terroristas islâmicos radicais” fora do país.

Em uma carta ao secretário de Segurança Interna, John Kelly, e ao secretário de Estado, Rex Tillerson, o presidente da Microsoft, Brad Smith, delineou um programa para revisão caso a caso das exceções a uma proibição de viagens instituída na semana passada.

A proposta da empresa argumenta que os secretários têm o poder de conceder exceções à proibição de viagens por ordem emitida na semana passada pelo presidente Trump.

Empresas de tecnologia como Microsoft, Alphabet, dona do Google; Apple e Amazon.com têm se manifestado contrariamente à ordem de Trump, argumentando que elas dependem de trabalhadores de todo o mundo para permitir a continuidade de suas atividades.

Redação

2 Comentários

Clique para postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: