Destaques Polícia

Polícia Civil apreende quase 4 mil comprimidos de ecstasy na capital

Cada comprimido era vendido de R$30 a R$50, dependendo da festa

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), com o objetivo de reprimir o tráfico de drogas sintéticas, prendeu Walter Ernesto Goddard Júnior, 24 anos, na quinta-feira (13). O suspeito foi preso durante cumprimento de mandado de busca e apreensão na residência dele no bairro Nações Unidas, em Sabará, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Um imóvel, utilizado para guardar as drogas no bairro Buritis, também foi alvo da operação.

Delegado da 4a Delegacia de Polícia Civil Leste, Rodolfo Rabelo, e Chefe do 1º Departamento de Polícia Civil, Rafael de Souza Horácio

A investigação, coordenada pelo delegado Rodolfo Rabelo, teve início em maio deste ano. “Recebemos a informação sobre o comércio de drogas sintéticas em boates na capital. Conseguimos identificar o suspeito, que era promoter de uma casa noturna em BH e estaria promovendo o tráfico de drogas no local. Solicitamos o mandado de busca e apreensão na casa dele e em outro imóvel que ele utilizava para guardar a droga. Cumprimos o mandado e conseguimos localizar quase 4 mil comprimidos de ecstasy”, ressaltou Rodolfo.

De acordo com o delegado, essa foi uma grande apreensão desse tipo de droga na capital este ano. “Conforme apuramos, cada comprimido era vendido de R$30 a R$50, dependendo da festa. Estimamos que o valor da apreensão gira em torno de R$140 a R$ 200 mil”.

O delegado destaca ainda que as investigações ainda estão em andamento. “Ainda vamos investigar se ele agia com outras pessoas, para que elas também sejam identificadas e indiciadas”, ressalta.

Walter Ernesto Goddard Júnior foi preso por tráfico de drogas. E, na ação, também foram apreendidos 3.808 comprimidos de ecstasy, mais de R$3 mil em dinheiro, uma balança de precisão, embalagens plásticas utilizadas para o embalo de drogas ilícitas, além de um simulacro de arma de fogo e uma faca peixeira.

Da redação – com Ascom PCMG