Cidade Destaques Mundo Sem categoria

Matozinhense que estava no voo 991 da American Airlines relata o pavor dentro da aeronave.

Matozinhense que estava no voo 991 da American Airlines relata o pavor dentro da aeronave.

“A viajem de ida para Miami foi uma maravilha, não posso dizer o mesmo da volta”.

Um avião da American Airlines, que viria de Miami para Belo Horizonte, teve que retornar ao seu ponto de partida por conta de um problema mecânico no trem de pouso.

A passageira Dra. Carla Mesquita moradora de Matozinhos na região metropolitana de Belo Horizonte relatou ao nosso repórter os momentos de tensão antes da aeronave retornar a Miami.

“O Vôo teria que ter saído realizado na quarta-feira (27), foi adiado para o dia seguinte devido, segundo a cia aérea, por falta de comida à bordo, mas já sabíamos que o problema era no trem de pouso. Quinta-feira embarcamos novamente no mesmo avião que decolou às 12h49, horário de Brasília, depois de alguns minutos de voo recebemos o anuncio com uma voz trêmula e gaguejando, a aeromoça dizia que retornaríamos para o aeroporto da cidade norte americana, mas antes de pousar o comandante iria sobrevoar o oceano para esvaziar o tanque de combustível. Neste momento tivemos sensação de medo, pavor, as pessoas começaram a rezar, o desespero tomou conta. O passageiro que estava ao me lado dizia que o avião iria cair no mar e que morreríamos todos. Comentei com muito medo, que não sabia nadar, ele disse que nem adiantaria porque o mar é cheio de tubarões, comecei a rezar também. Depois de a aeronave sobrevoar em círculos por umas dez vezes, eu e 224 passageiros finalmente retornamos ao aeroporto de Miami. Ante do pouso, percebemos que havia um enorme aparato com dezenas de ambulâncias e carro de bombeiros, a espera do pouso de emergência. Temíamos pelo pior, más graças ao bom Deus o pouso foi tranquilo” Agradece a médica Pediatra que gozava férias nos EUA.

991a
Familiares da médica que acompanhavam o voo pelo rastreador, também entraram em pânico quando viram a aeronave dando voltas sobre o oceano.

Todos os passageiro, a maioria mineiros, já retornaram ao seus destinos no aeroporto de Confins. O voo saiu de Miami às 21h45 horário de Brasília e pousou em Confins às 06h00 desta sexta-feira.

A assessoria da American Airlines, no Brasil, informou que o atraso no voo e o retorno a Miami nada tem a ver com uma ameaça de bomba. A empresa disse o voo 991 deveria ter decolado na quarta-feira, por volta de 22 horas (horário local) e tinha previsão de chegada em BH por volta das 07h de quinta-feira. No entanto, problemas de escala impossibilitaram a decolagem, mudando o voo para o dia seguinte.

A companhia aérea confirmou que a aeronave sobrevoou o mar para esvaziar o tanque de combustível, mas afirma que se trata de uma “situação normal”, já que a aeronave precisa estar dentro do peso de segurança para realizar a aterrissagem.

Sobre os motivos do retorno a Miami, a assessoria informou que um problema mecânico foi apontado pelo sistema eletrônico do avião e que, por isso, eles tiveram que retornar. O voo então foi cancelado e os passageiros foram alocados no próximo voo.

Da redação

 

Redação

Comentar

Clique para postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.